Ostentação em alto mar: um review sobre Rolex Oyster Perpetual Yacht-Master

Escrito por , 05/01/2017 em Rolex, Testes com 3 Comentários

Rolex_Yacht-Master_RG_reclining_1000-570x444Uma recente adição à linha da Rolex foi o modelo Oyster Perpetual Yacht-Master com um bisel em Cerachrom e uma nova pulseira Oysterflex. A equipe do WatchTime dos EUA teve a oportunidade de realizar um teste com o relógio. Leia o texto abaixo, com imagens de Nik Schölzel.

Uma caixa de alta resistência Oyster, marcadores de horas proeminentes e ponteiros largos são elementos essenciais para um modelo Rolex Submariner, apresentado inicialmente em 1953 e voltado para o uso sob a água. Em contraste, Rolex Yacht-Master, apresentado no ano de 1992, é um modelo mais luxuoso, que pode ser usado tanto em alto-mar quanto na terra.

Rolex_Yacht-Master_RG_soldier_1000-570x732

Yacht-Master foi o primeiro relógio a ser introduzido na linha Oyster a contar com três tamanhos distintos de caixa: 29, 35 e 40 mm. Já a nova versão, que foi testada pelos nossos colegas do WatchTime dos Estados Unidos, conta com opção de 37 e 40 mm de diâmetro de caixa. A escolha daquele time foi o modelo maior, que mede precisamente 40,19 mm de diâmetro e 11,49 mm de espessura (medida esta que exclui a lente de aumento para a janela de data).

A lente de aumento conhecida como Cyclops foi patenteada pela Rolex no ano de 1953 e inserida no ano de 1954 no relógio Datejust. Esta espécie de lupa é elaborada em safira e possui revestimento antirreflexo em ambos os lados. Já a complicação de data, exibida exatamente sob esta lente, possui salto instantâneo à meia noite.

Este relógio é equipado com o calibre 3135 da Rolex, o mesmo utilizado no primeiro modelo Yacht-Master de 1992. O movimento foi lançado no ano de 1988 na linha Submariner, mas sofreu atualizações desde então. A mola de ajuste azul elaborada em Parachrom foi adicionada em 2005, cinco anos depois de ser inserida no Cosmograph Daytona. Esta mola é resistente a mudanças de temperatura e também a campos magnéticos.

Esta mola é mais fina que um fio de cabelo e é até 10 vezes mais resistente a choques que uma mola de ajuste comum. Fornecida com uma bobina, ela é encaixada a uma grande roda de ajuste com inércia variável. O ajuste fino é realizado com pequenos parafusos em ouro adicionados à roda. Já a roda de ajuste é posicionada sobre uma ponte de altura ajustável. A construção do movimento como um todo faz com que o Yacht-Master (assim como outros relógios da linha Oyster) entrem no rol dos relógios de “Cronômetro Superlativo”. Esta é a definição da Rolex para seus relógios, que atendem a uma precisão duas vezes mais rigorosa do que as peças testadas e aprovadas pela certificação padrão COSC. Isto significa que um Rolex possui uma precisão de +/- 2 segundos por dia, enquanto um relógio COSC possui precisão de -4 e +6 segundos por dia. Além disso, os testes Rolex são realizados com o relógio já montado, enquanto COSC só verifica a precisão do movimento.

Rolex_Yacht-Master_RG_reclining_1000-570x444

A equipe do WatchTime também realizou um teste no relógio finalizado. Ela foi realizada com a corda dele cheia e depois de 24 horas funcionando. Primeiro em cinco posições na máquina de medição de tempo e depois de duas semanas de uso no pulso (ou uso simulado em uma máquina de dar corda). Nestes testes, o modelo manteve a precisão especificada pela companhia. Com o uso no pulso o relógio não apresentou desvio, já na máquina de tempo, houve um ganho de um segundo por dia com pequenas variações entre as diversas posições.

Rolex_Yacht-Master_RG_back_1000-570x639

Outros testes realizados pela Rolex incluem uma checagem de resistência sob a água. Diferente dos modelos Submariner, Yacht-Master é resistente a “apenas” 100 metros sob a água, o que significa que ele não é um relógio de mergulho profissional, uma vez que esta especificação exige ao menos 200 metros de estanqueidade.

Já o bisel de rotação bidirecional também o afasta de ser um relógio de mergulho. Uma peça destas possui rotação unidirecional, pois não apresentará um período de mergulho menor se sofrer algum reposicionamento acidental. No entanto, o bisel do Yacht-Master é impressionante. Ele possui 120 posições diferentes e apresenta incrementos de 5 em 5 minutos com algarismos arábicos e marcadores, com o primeiro quarto graduado minuto a minuto. O bisel é feito em Cerachrom, uma liga de cerâmica exclusiva da Rolex, que está inserida em um bisel de ouro Everose – liga de ouro rosa também de propriedade da Rolex. Já o verso sólido da caixa a sela hermeticamente e a abertura é realizada apenas com uma ferramenta especial que relojoeiros Rolex e autorizados possuem. Três pontos na coroa rosqueada informam que ela possui o sistema Triplock de selamento triplo, também desenvolvido pela companhia.

Esta coroa descansa de maneira segura entre protetores e, quando desrosqueada, permite dar corda de maneira manual no calibre, realizar o ajuste de horas e minutos, além da data.

Já o mostrador apresenta um visual característico da companhia. Os marcadores, assim como o triângulo alongado na posição de 12 horas são revestidos com a substância luminosa da companhia, chamada Chromalight. Eles estão sobre um plano de fundo em preto fosco, que proporciona boa legibilidade durante o dia e também à noite, quando a substância emite luz azul.

Rolex_Yacht-Master_RG_lume_1000-570x684

Este é o primeiro relógio da companhia a contar com uma pulseira Oysterflex. Ela é elaborada em borracha e conta com inserções de lâminas de uma liga elaborada em níquel e titânio, que proporcionam grande flexibilidade: quando o material é submetido a tensão e pressão, ele rapidamente volta a seu estado original. Ele resiste a mudanças de ambiente e é à prova d’água, hipoalergênica e de longa duração – uma ótima alternativa ao metal. Esta combinação de borracha com ouro é algo bastante inovador para a Rolex. A parte interna desta pulseira possui um sistema almofadado que amplia o conforto de uso, pois permite eventuais mudanças no tamanho do pulso. Além disso, o fecho elaborado em Everose oferece maior flexibilidade, pois possui um ajuste de três comprimentos diferentes, já uma barra de segurança dificulta a abertura da pulseira, mas previne aberturas acidentais.

Especificações:
Fabricante: Rolex SA, Rue François-Dussaud 3-7, 1211 Genebra, Suíça
Referência: 116655
Funções: Huras, minutos, segundos centrais, data, bisel de rotação bidirecional
Movimento: Calibre de fabricação própria 3135, automático, certificação de “Cronômetro Superlativo”, 28,800 vph, 31 joias, absorção de choque, ajuste Glucydur com parafusos reguladores Microstella, mola de ajuste Parachrom com bobina, 48 horas de reserva de energia, diâmetro = 28.5 mm, espessura = 6.0 mm
Caixa: Oyster em ouro Everose Oyster com bisel em cerâmica Cerachrom preta graduada, cristal de safira com lupa Cyclops, 100 metros de resistência sob a água
Pulseira e fecho: Oysterflex com fecho em ouro Everose-gold dobrável
Resultados de precisão: Desvio de segundos em 24 horas (Corda cheia/depois de 24 horas de uso)
Mostrador para cima +3.1 / +2.9
Mostrador para baixo +2.1 / +3.2
Coroa para cima -0.7 / -1.6
Coroa para baixo -0.8 / -2.6
Coroa para a esquerda +2.5 / +2.6
Maior desvio de precisão 3.9 / 5.8
Desvio médio +1.2 / +0.9
Amplitude média:
Posições horizontais 292° / 265°
Posições verticais 247° / 233°
Dimensões: Diâmetro = 40 mm, Altura = 11 mm, peso = 154 g
Variações: 37-mm case (Ref. 268655, com calibre 2236)

O valor do modelo no Brasil está disponível apenas sob consulta. A Rolex possui diversos pontos de venda no Brasil, além de lojas próprias.

www.rolex.com

 
 

Tags: Rolex Yacht-Master 40mm

Compartilhar artigo:
 
 

Relógios relacionados


Rolex
GMT-Master II

Rolex
Datejust

Rolex
Cosmograph Daytona Paul Newman...

Rolex
Oyster Perpetual

Rolex
Cosmograph Daytona

Rolex
Lady-Datejust

Rolex
Datejust

Rolex
Datejust

 
 

Newsletter

Cadastre-se aqui e receba uma vez por semana gratuitamente a newsletter do WatchTime Brasil com as melhores notícias, avaliações, recursos e atualizações sobre relógios diretamente da equipe WatchTime Brasil.

Siga o WatchTime Brasil

Assinar via Feed RSS Seguir no Instagram Seguir no Pinterest Seguir no Google Plus Participar do nosso grupo no LinkedIn Seguir no YouTube

3 Comentários

URL Trackback RSS Feed Comentários

  1. Fernando disse:

    Olá sou admirador da alta relojoaria suíça venho acompanhando as novidades pela Internet e YouTube e revistas já a um tempo porém por uma grata surpresa acabei de conhecer a wacthtimebrasil matérias completas e bem feitas vcs estão de parabéns, porém eu gostaria de sugerir uma matéria que esclarecesse como poderíamos fazer para cuidar melhor dos relogios suiços e quais lugares aqui em São Paulo que devemos evitar para não sermos roubados, também gostaria de agradecer pois através de uma matéria publicada aqui tomei conhecimento sobre relogios suiços automaticos Com preços acessíveis estou em processo de adquirir um swatch sisten 51 automatico aqui em São Paulo muito obrigado a todos vcs! !!!

  2. JOÃO CARLOS MASTROBERTI disse:

    Pratiquei mergulho autônomo e de snorkel por muitos anos e tive vários relógios submarinos, mas assim como eu e outros colegas nuca vi algum deles usando Rolex ou Omega nos mergulhos. Eu particularmente possuo um Omega Seamaster Ploprof e um Speedmaster Moon, mas nunca mergulhei com o Omega. Os meus companheiros das profundezas sempre foram os Seikos e Citizens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário pelo Facebook

Comentário(s) no Facebook