5 relógios que fazem uso de materiais naturais em sua composição

Vivemos em uma era de marcação de tempo digital. Nossos dias de trabalho são marcados por objetos eletrônicos elaborados de plástico e metal. Asfalto, vidro, aço e concreto são os ingredientes que nos cercam em nossas cidades. Não é surpresa que busquemos por algo diferente – cores quentes, materiais de fontes naturais, pedaços de madeira, couro texturizado e mesmo tecidos; ou mesmo materiais como o bronze, que adquirem uma pátina única ao longo dos anos. O Bronze, por sinal, relembra a era pré-industrial e navios que, apesar da simplicidade nos aparatos de navegação, nos ajudou a descobrir e explorar continentes.

Veja, abaixo, uma série de relógios que fazem uso de materiais naturais, que trazem leveza e inovação para o universo da relojoaria.

Couro: A Hublot trabalhou em colaboração com a marca de sapatos de luxo Berluti para a criação do modelo Classic Fusion Berluti Scritto. Este relógio combina duas das características mais distintivas do especialista francês de couros: couro de vitelo veneziano com tonalidade em dégradée e inscrições originárias do século XVIII. Por conta de o couro ser um material vivo, ele precisa passar por um tratamento especial que iniba a umidade de penetrar o movimento que está dentro da caixa. O ouro de propriedade da Hublot, chamado King Gold, é um complemento perfeito à tonalidade tabaco do mostrador. O relógio conta com o calibre automático HUB1100, baseado em um Sellita SW 300. O relógio é uma edição limitada a 250 unidades. Cada uma delas é vendida a US$ 29.400.

Hublot_Classic_Fusion_Berluti_Scritto_1000-570x488

Bronze: A Oris dedicou seu relógio de bronze a Carl Brashear que, em 1948, se tornou o primeiro homem negro a ser mergulhador da marinha americana. E ele foi também o primeiro soldado a realizar seus trabalhos de mergulhador mesmo depois da amputação de sua perna. Carl Brashear Limited Edition possui uma caixa de bronze com 42 mm de diâmetro elaborada em bronze que lembra capacetes de mergulho, que eram elaborados em bronze na década de 1950. O bisel de rotação unidirecional e a fivela da pulseira de couro também são elaborados em bronze. A peça ainda oferece uma combinação interessante de cores, graças a seu mostrador azul, pulseira marrom e o tom único oferecido pelo bronze. A peça é equipada pelo movimento automático Sellita SW 200. Limitado a 2 mil unidades, cada uma delas é vendida por US$ 2.800.

Oris_Carl_Brashear_LE_1000-570x424

Bronze e tecido militar: A Tudor equipa seu Heritage Black Bay Bronze com uma caixa elaborada de bronze alumínio que rapidamente adquire uma pátina antiga. Ele é resistente à água salgada e é ideal para ser usado como um relógio de mergulho. O bisel e o mostrador são entregues em tonalidades coordenadas de marrom, já a pulseira militar tem seu apelo reafirmado pela tonalidade verde e cáqui. Soldados da marinha francesa faziam uso de pulseiras semelhantes em seus relógios Tudor. Um calibre de fabricação própria chamado MT5601 de corda automática fornece 70 horas de reserva de energia e ainda recebe certificação COSC. A peça cai por US$ 3.975 e vem acompanhada de uma pulseira de couro envelhecido.

Tudor_Heritage_Black_Bay_Bronze_1000-570x585

Madeira e bronze: A Bell & Ross encontrou inspiração em seu modelo BR 01 Instrument de Marine nos cronômetros marítimos dos séculos XVIII e XIX. Não é apenas o mostrador que traz a herança dos relógios de navios. É a caixa em bronze e o uso de jacarandá indiano ao seu redor. Esta madeira é preciosa, pois é bastante rígida e oferece alta durabilidade, além de oferecer uma combinação harmônica com a tonalidade da caixa e da pulseira. O relógio é equipado pelo calibre 203, baseado em um Unitas 6498. Apenas 500 peças são oferecidas. Cada uma delas sai por US$ 8.700.

Bell__Ross_BR01_Instrument_1000-570x648

Madeira: Ralph Lauren Automotive Skeleton combina uma caixa jateada preta com um bisel elaborado em madeira Amboyna. Ela é originária da Ásia e costuma ser utilizada em instrumentos musicais por causa de sua bela granulação. Este material de origem natural faz com que cada um dos relógios seja único. O fundador da companhia Ralph Lauren possui um Bugatti Type 57 SC Atlantic Coupe de 1938 em que o material e as colorações do painel serviram como inspiração para este relógio. O calibre preto e esqueletizado chamado RL1967 tem como base um movimento IWC. Com 45 mm de caixa, ele tem um valor sugerido de US$ 50.000.

Ralph_Lauren_Automotive_Skeleton_1000-570x540

Todos os valores apresentados na matéria são sugeridos em dólares e não incluem impostos e taxas.

 
 

Tags: Bell & Ross BR 01 Instrument de Mari...Hublot Classic Fusion Berluti ScrittoOris Carl Brashear Limited EditionRalph Lauren Automotive SkeletonTudor Heritage Black Bay Bronze

Compartilhar artigo:
 
 

Relógios relacionados


Oris
Aquis Titan Small Second

Bell & Ross
BR01-92 Carbon Finish

Tudor
Grantour Chrono

Ralph Lauren
Sporting Chronograph

Hublot
King Power Alinghi

 
 

Newsletter

Cadastre-se aqui e receba uma vez por semana gratuitamente a newsletter do WatchTime Brasil com as melhores notícias, avaliações, recursos e atualizações sobre relógios diretamente da equipe WatchTime Brasil.

Siga o WatchTime Brasil

Assinar via Feed RSS Seguir no Instagram Seguir no Pinterest Seguir no Google Plus Participar do nosso grupo no LinkedIn Seguir no YouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário pelo Facebook

Comentário(s) no Facebook