Entrevista com Philippe Leopold-Metzger, CEO da Piaget

Escrito por , 27/08/2015 em Entrevistas, Piaget com 0 Comentários

Conhecida por suas joias de alto padrão e acabamento, a Piaget também tem seu grande mérito na área de relojoaria. A companhia detém diversos recordes no quesito baixa espessura de seus relógios. Uma de suas apresentações mais recentes – e importantes – foi o modelo Altiplano 900P, o relógio de movimento automático mais fino do mundo, com impressionantes 3,65 mm.

Piaget-Altiplano-900P1

Recentemente, a marca assumiu o risco de iniciar a operação de uma loja própria no Brasil – a primeira da América Latina. Localizada em São Paulo, no Shopping Cidade Jardim, um dos endereços mais sofisticados da atualidade, a butique abriu as portas no primeiro semestre, mas sua apresentação oficial ocorreu recentemente. Para a ocasião, o CEO da companhia, Philippe Leopold-Metzger, veio para o Brasil. Tivemos a oportunidade de conversar com ele na suíte em que estava hospedado, no hotel Fasano, em São Paulo.

Leopold-Metzger falou sobre suas expectativas para o Brasil. De acordo com ele, a abertura da butique foi programada há cerca de três anos – momento em que a economia do País parecia ir muito bem, obrigado. No entanto, assume que trata-se de um investimento e parte de seu foco é o aumento das vendas no exterior.

Philippe Leopold-Metzger: "Algumas marcas se orgulham do movimento de seus relógios e os compram de terceiros. Nós nos orgulhamos da nossa estética produzindo nossos próprios mecanismos"

Philippe Leopold-Metzger: “Algumas marcas se orgulham do movimento de seus relógios e os compram de terceiros. Nós nos orgulhamos da nossa estética produzindo nossos próprios mecanismos”

Leia, abaixo, a entrevista completa:

WatchTime Brasil: Como você vê o começo das operações da Piaget por uma butique própria no Brasil?

Philippe Leopold-Metzger: É um ótimo começo. São Paulo é uma ótima cidade. Acho que o nosso produto tem um potencial no Brasil. E achamos que o Shopping Cidade Jardim é um bom ambiente, não apenas em tráfego, mas também porque trata-se de um lugar seguro para os consumidores. Eu conheci o Brasil antes e um grande ponto comercial costumava ser a Oscar Freire. Agora, eu acho que o público busca um lugar mais seguro para fazer suas compras.

WTBR: Por que a Piaget escolheu o Brasil? A América Latina tem países com tanto potencial quanto o Brasil.

PLM: Sim, é verdade. Os melhores países para nós, no momento, são Argentina e Uruguai, bastante fortes para a marca. Procurávamos por lojas, mas achamos que a situação era bastante instável, então não era o momento certo para chegar naqueles países. Além disso, não há muitos shoppings com estrutura e segurança suficiente para que pudéssemos chegar. O público brasileiro tem uma grande paixão por joalheria e sabemos que, além do potencial local, existe o potencial de compra no exterior. Aumentar nossa presença no Brasil e em São Paulo permite que façamos negócios aqui e também fora do País.

Interior da butique Piaget, em São Paulo

Interior da butique Piaget, em São Paulo

WTBR: Piaget decidiu entrar no mercado Brasileiro no momento certo, mas a abertura da butique não aconteceu em um bom momento para a nossa economia…

PLM: Como todas as outras marcas, Piaget é bastante forte na Ásia. Mas precisamos assumir certos riscos. As grifes se tornam cada vez mais agressivas na América do Norte e do Sul. E, também, a verdade é que a distribuição no Brasil tem ficado sofisticada.
Tomamos essa decisão dois ou três anos atrás. Para nós, abrir uma butique significa estarmos socialmente ativos – com uma conta no Instagram e presença digital. Quando você abre uma loja, o cliente espera que você comece a fazer festas e que seja um “cidadão” ativo. Tivemos que fazer investimentos, porque o Brasil tem impostos altíssimos. No entanto, aqui é um dos melhores lugares do mundo para se fazer compra de artigos de luxo e o público está realmente interessado em grifes.

WTBR: Você acabou de dizer sobre as oportunidades digitais. O mercado online, para o nicho de luxo, tem crescido substancialmente em todo o mundo. Como a marca vê este crescimento e como pretende se beneficiar, especialmente no Brasil?

PLM: A questão do digital tem ficado bastante importante, especialmente para relógios, pois é uma excelente maneira de apresentar filmes, dar informações visuais sobre movimentos. Recentemente lançamos um anel com movimento e pudemos mostrar isso no anúncio. Fazer online é ótimo, pois podemos ter um controle de visualizações e criamos muita interatividade. No entanto, temos uma certa dificuldade com os números. Você pode ter milhões de acessos ao seu conteúdo, mas quem são as pessoas que vão, efetivamente, à sua loja realizar uma compra? Há pouco tempo, em uma conversa com o CEO da [Salvatore] Ferragamo, ele me disse que o tráfego de pessoas nas lojas caiu bastante, mas a interatividade online cresceu. As pessoas que vão às lojas já têm em mente o que querem comprar, não precisam mais olhar a loja toda. Então o mundo digital está mudando as nossas vidas. Algumas vezes podemos achar que anúncios impressos funcionam melhor para o nosso tipo de produto, mas são duas mídias complementares. Definitivamente, isso transforma o trabalho do marqueteiro mais fácil e, ao mesmo tempo, mais sofisticado. Podemos facilmente fazer um bom investimento digital, ao mesmo tempo que podemos fazer um mau investimento com a mesma facilidade.

WTBR: Quais são as perspectivas e planos de agora em diante para a Piaget no Brasil?

PLM: Pretendemos expandir a nossa distribuição para outras lojas, melhorar nosso relacionamento com revendedores. Temos um [revendedor] no Rio de Janeiro que eu gostaria de trabalhar melhor, gostaria de melhorar em Brasília – que é um lugar que deve ser trabalhado. Uma vez com a loja aberta, vamos trabalhar para fazer as engrenagens funcionar e investir no País. Dados indicam que brasileiros viajam muito e que têm gasto bastante nos Free Shops dos aeroportos. Quando você está na Argentina, você vê brasileiros comprando como loucos. Brasileiros são loucos por grifes. Esperamos que, algum dia, as taxas de importação sejam menos abusivas. É triste para nós, mas fazemos questão de que o nosso preço seja competitivo mundialmente. Se você ver, recentemente, a maior parte das marcas do grupo Richemont tem trabalhado para reduzir seus preços e tornar seus produtos competitivos para a aquisição no país em que está presente. Especialmente em relógios, que exigem manutenção e reparos. Quando você realiza a compra na loja, cria uma relação. É empolgante ver as pessoas entrarem nas lojas. Sabemos que temos muito trabalho a fazer, mas que teremos sucesso.

Instalações da marca em Genebra, na Suíça

Instalações da marca em Genebra, na Suíça

WTBR: E o consumidor brasileiro é relativamente novo em relógios de luxo. O público conhece algumas marcas, mas não está a par de toda a gama que tem ao seu alcance.

PLM: Por isso é importante que mídia e marcas trabalhem de mãos dadas. Se obtivermos sucesso, é porque conseguimos educar as pessoas [no mundo dos relógios de luxo].

WTBR: Sobre o DNA da marca, a Piaget é conhecida por elaborar relógios extra-finos, quebrando recordes sempre. Quais são os próximos planos?

PLM: Continuar a quebrar recordes (risos). Uma coisa que está muito clara no nosso DNA é que a técnica está a serviço do design. Hoje fazemos muito mais coisas “in house” do que muitas outras marcas. A grife está muito mais na estética do que na área mecânica. Isso é muito interessante, pois algumas marcas se orgulham do movimento de seus relógios e os compram de terceiros. Nós nos orgulhamos da nossa estética produzindo nossos próprios mecanismos. Não é apenas o recorde pelo recorde, mas achamos que que um relógio muito fino é realmente lindo. Num país como o Brasil há uma certa preferência por peças mais casuais, mas há também um pedido por algo mais elegante. Outra parte importante dos nossos negócios são os relógios de alta joalheria, que unem nossa expertise nas duas áreas que atuamos.

ATELIERaltiplano 030

 
 

Tags: Piaget Altiplano 900P

Compartilhar artigo:
 
 

Relógios relacionados


Piaget
Upstream réserve de marche

Piaget
Polo Tourbillon Relatif Paris-...

Piaget
Piaget Polo

Piaget
Emperador Coussin Tourbillon A...

Piaget
Altiplano

Piaget
Altiplano Double Jeu

Piaget
Limelight

Piaget
Emperador

 
 

Newsletter

Cadastre-se aqui e receba uma vez por semana gratuitamente a newsletter do WatchTime Brasil com as melhores notícias, avaliações, recursos e atualizações sobre relógios diretamente da equipe WatchTime Brasil.

Siga o WatchTime Brasil

Assinar via Feed RSS Seguir no Instagram Seguir no Pinterest Seguir no Google Plus Participar do nosso grupo no LinkedIn Seguir no YouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário pelo Facebook

Comentário(s) no Facebook